Hackaton Tecnologias Acessíveis

 

Codificador eletrônico para Braille, mobilidade interna em espaços públicos e privados, mapeamento de serviços culturais acessíveis, plataformas para reduzir as distâncias entre candidatos com deficiência e empresas e facilitar a inclusão de pessoas com deficiência no ambiente de trabalho foram os projetos desenvolvidos no Hackaton Tecnologias Acessíveis, realizado no Rio de Janeiro, nos dias 19 e 20 de julho de 2019.

A maratona, realizada pelo Elaborando, o MAIS e a Mídia NINJA com o apoio da Fundação Ford, contou com a participação de mais de 30 pessoas, entre elas pessoas cegas, surdas, com deficiência física e intelectual. Ainda estiveram presentes diversos mentores que colaboraram com a prototipação dos projetos e jurados que selecionaram 2 propostas para receberem o prêmio de R$ 10 mil e que será destinado a realização das ideias vencedoras.

Os projetos selecionados foram “Codificador eletrônico para Braille” e “Trabalho para Todos”, que terão 4 meses para serem desenvolvidos, com a mentoria e acompanhamento das organizações realizadoras e demais parceiros das áreas de tecnologia, acessibilidades e pessoas com deficiência. Em breve será lançado um edital público que abrirá vagas para que outras pessoas se agreguem a estes dois times e aumente ainda mais a quantidade de pessoas envolvidas!

Protótipos Desenvolvidos

Trabalho para Todos

Trabalho para Todos

Plataforma para facilitar a inclusão de pessoas com deficiência no ambiente de trabalho.

Codificador Eletrônico para Braille

Codificador Eletrônico para Braille

Um dispositivo mecânico que, por meio de vibração representa letras do alfabeto Braille.

Emprego Acessível

Emprego Acessível

Criação de uma plataforma digital que conecta vagas PCD à candidatos, a partir de habilidades e funcionalidades.

Mobilidade Interna

Mobilidade Interna

Um aplicativo capaz de guiar pessoas com deficiência visual, além do público em geral,  em seus respectivos ambientes de trabalho. 

 

Quintall

Quintall

Criação de uma ferramenta tecnológica  acessível com base de dados aberta para atualizações que mapeará os espaços culturais e acessíveis do centro da cidade do Rio de Janeiro. 

Rede de Mentores

Leandrinha Du Art

Leandrinha Du Art

Midialivrista, artivista, fotógrafa, produtora, blogueira, comunicadora, militante nas causas de Pcd’s e LGBT’s.

Maria Antonia Goulart

Maria Antonia Goulart

Interdisciplinar na veia. Ativista e gestora de projetos ligados aso tema de educação,saúde, arte, tecnologia e direitos de pessoas com deficiência.

Daniel Gonçalves

Daniel Gonçalves

Formado em jornalismo pela PUC-Rio e pós-graduado em cinema documentário pela Fundação Getúlio Vargas. 

Aparecida Lacerda

Aparecida Lacerda

Mineira, tornando-se um pouco mais carioca todo dia, pedagoga, atuante em programas de educação e trabalho com inovação para a juventude brasileira.

Branca Schulz

Branca Schulz

Ativista do Fora do Eixo e da Mídia NINJA. Gestora da NINJA Hacker Space. Phd em sevirologia e desenrolo.  

André Fernandes

André Fernandes

Publicitário e Consultor. Pai do LP, uma paixão rubro-negra e um entusiasta da transformação pela educação.
Coordenação da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Dai Brasil

Dai Brasil

Educadora Maker do elaborando.

Marcia Pletsch

Marcia Pletsch

Doutora em Educação, professora da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, coordenadora do Observatório de Educação Especial e Inclusão Educacional.

Reginaldo Roque

Reginaldo Roque

Engenheiro eletrônico e de computação pela UFRJ, pós graduado em marketing no Coppead e com MBA em Gestão empresarial pela FGV. Trabalha há 10 anos no marketing da Vivo com aparelhos celulares, tablets e outros tipos de devices.

Laís Silveira Costa

Laís Silveira Costa

Sanitarista, doutora em Saúde Pública e professora da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz), co-fundadora do AcolheDown e ativista dos direitos das pessoas com deficiência.

João Byington de Faria

João Byington de Faria

 Produtor, atuou em produções para o teatro, cinema e TV, alem de trabalhar em projetos sociais e em favor da inclusão de pessoas com deficiência. Teve sua historia registrada com Olívia Byington, sua Mãe, no livro “O que é que ele tem” recentemente adaptado para o Teatro.

Bianca Soares Ramos

Bianca Soares Ramos

Arquiteta, Urbanista e especialista em Políticas Públicas, tem mais de 10 anos de experiência na gestão de políticas publicas e projetos sociais e no ativismo pela educação publica de qualidade e inclusão de pessoas com deficiência.

Sabrina Bairros

Sabrina Bairros

Comunicóloga e arte educadora, especialista em comunicação assistiva, roteirização com base nos princípios do desenho universal, e educação inclusiva.

Vinicius Nascimento

Vinicius Nascimento

Editor de Cinema e TV. Editou vários documentários entre eles “Hélio Oiticia” (2012) e “Meu nome é Daniel” (2018). Apaixonado pela estética VHS é um dos criadores do curta / movimento “Aproveite sua próstata”.

Ana Beatriz

Ana Beatriz

Advogada com ênfase em Direitos Humanos e Direitos das Pessoas com Deficiência. Membro do Comitê Fiocruz pela Acessibilidade e Inclusão das Pessoas com Deficiência. Escritora nas horas vagas. Criativa o tempo todo.

Graciela Selaimen

Graciela Selaimen

Jornalista e escritora. Há mais de 20 anos dedicada a iniciativas que promovem justiça social e direitos fundamentais. Instigada o tempo todo pelas possibilidades que as tecnologias digitais oferecem.

Cristiane Branquinho

Cristiane Branquinho

Promotora de Justiça desde julho de 2000, Coordenadora do Centro de Apoio às Promotorias de Justiça de Proteção ao Idoso e à Pessoa com Deficiência e integrante da Associação Nacional dos Promotores de Justiça de Proteção ao Idoso e à Pessoa com Deficiência.

Izadora Santos

Izadora Santos

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação. É pedagoga e integrante do Grupo de Pesquisa Observatório de Educação Especial e Inclusão Educacional na UFRJ.

Abertas as inscrições do Edital

 

Quer participar do desenvolvimento de tecnologias acessíveis? Estão abertas as inscrições do Edital Hackaton Tecnologias Acessíveis até dia 30 de agosto! Os selecionados se agregam há dois projetos vencedores da maratona realizada em julho pelo Elaborando, o MAIS e a Mídia NINJA com o apoio da Fundação Ford. 

Os projetos selecionados foram “Codificador eletrônico para Braille” e “Trabalho para Todos”, que terão 4 meses para serem desenvolvidos, com a mentoria e acompanhamento das organizações realizadoras e demais parceiros das áreas de tecnologia, acessibilidades e pessoas com deficiência. Leia o edital e inscreva-se!